Warning: Use of undefined constant HEAD_LLENGUA - assumed 'HEAD_LLENGUA' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/rocasin/public_html/ayllon.info/include/head.php on line 20
Ayllón - Compromiso de Caspe
Ayllon - El Pueblo Español
        VOLVER
Compromisso de Caspe

A história que contarei não é muito famosa; porque os livros de texto não contam os antecedentes dos factos históricos, mas existem e as pessoas que gostamos de saber mais, não ficamos conformados com os detalhes simples que contam alguns livros, por isto contar-vos-ei como foi forjado o compromisso de Caspe

A história mais brilhante em Ayllón está pelo verão do 1411. O rei de Aragão, dom Martinho İ o Humano, tinha morrido sem sucessão. O reino estava numa situação crítica e eram vários os pretendentes: Dom Jaime, conde de Urgell, casado com uma filha de Pedro İİİ; Dom Alfonso, duque de Gandia; o conde Foix, casado com a infanta Dona Joana de Aragão; Dom Fadrique, filho legitimado de Dom Martinho de Sicília e então o neto de Martinho İ; Dom Luis de Anjou, duque de Calábria, e Dom Fernando, conde de Trastámara, também chamado Antequera, filho de João İ (rei de Castela) e de dona Leonor de Aragão (filha de Pedro İİİ).

Dom Fernando era o parente mais próximo, porque dom Fadrique não foi legitimado para suceder à Coroa Catalanoaragonesa, e também desfrutou de grande fama, especialmente pela suas vitórias na Andaluzia e a conquista de Antequera, daí o seu apelido. Contanto que, os homens de boa vontade tentaram que fiquem bem as Cortes de Aragão, Catalunha e Valência. Deveria ficar a unidade e para isto era obrigatório aceitar um acordo que resolveu a anarquia prevalecente. Este acordo é baseado num compromisso de nove compromitentes, três para cada um dos reinos confederados que se encontraram em Caspe.

CONVENTO DE SÂ FRANCİSCO Enquanto, as intrigas políticas fizeram que o Dom Fernando se instalasse em Ayllón, chamando à rainha Dona Catarina de Láncaster e o seu sobrinho, o rei Dom João de Castela, e mais tarde Dom João İİ, onde se deslocaram de Riaza o 16 de julho do 1411. Poucos dias depois também chegou a Ayllón, de Toledo, o grande taumaturgo São Vicente Ferrer, também chamado pelos reis, enquanto ficou no convento de São Francisco. É fama que ficou com eles e que aconselhou aos reis que os judeus tiveram bairros separados do cristões. O Vergara diz na “História da cidade famosa de Segóvia”, no İnstituto Diego de Colmenares: “O 16 de julho do 1411 encontraram-se em Ayllón com Dom Fernando de Antequera, senhor desta vila, os reis Dona Catarina e Dom João İİ, recebendo uma embaixada de Carlos, o nobre de Navarra, e a visão de São Vicente Ferrer.” Fiz esta referência ao mencionar que dom Fernando de Antequera era senhor da vila de Ayllón

O que teve de correcto na eleição de dom Fernando de Antequera no Compromisso de Caspe na acusada personalidade como político e guerreiro; será que teve algo a ver com estas reuniões? É possível que neles foi forjado o destino, porque São Vicente Ferrer era o seu defensor mais infatigável.

COMPROMİSSO DE CASPE: FRAGMENTO DO DESENHO



Compromisso de Caspe: Fragmento do desenho, datado em Caspe (5 de junho do 1412) dos registros dos deputados que escolheram o rei Dom Fernando de Antequera por onde o nome de Fernando é apagado por algum oficial da chancelaria e foi adicionado mais tarde à margem.

TORNAR

Web criado por barcino.cat

Deprecated: Directive 'allow_url_include' is deprecated in Unknown on line 0